Como é feita a ressonância magnética

Escrito por Raisa Cavalcante, Redação Minha Vida

A máquina de ressonância magnética tem a forma de um tubo longo e estreito que tem ambas as extremidades abertas. Durante o teste, o paciente se deita em uma mesa móvel que desliza no tubo através da abertura. Um técnico supervisiona o exame de outra sala. É possível falar com esse profissional pelo microfone.

Caso o paciente tenha claustrofobia, ou seja, medo de permanecer em espaços fechados, é possível que o especialista o medique antes do exame para ajudá-lo a sentir-se sonolento e menos ansioso.

A máquina de ressonância magnética cria um forte campo magnético ao redor do corpo e emite ondas de rádio. Mas pode ficar tranquilo, pois o procedimento é indolor: a pessoa não sente o campo magnético ou as ondas de rádio, e não há partes móveis ao redor.

Durante o exame, a parte interna do ímã produz repetidos batimentos, batidas e outros sons. Eles podem fornecer protetor de ouvido ou fone com música para ajudar a bloquear o ruído.

De acordo com o Mayo Clinic, organização sem fins lucrativos da área de serviços médicos e pesquisas médico-hospitalares, em alguns casos é preciso injetar um material de contraste, geralmente gadolínio, em uma veia da mão ou do braço.

O material de contraste aprimora a aparência de certos detalhes. Além disso, esse tipo, quando usado em exames de ressonância magnética, têm menos chances de causar uma reação alérgica em comparação ao material de contraste usado em tomografias computadorizadas.

Tempo de duração do exame

Segundo o radiologista José de Ávila, uma ressonância magnética pode durar de 15 minutos a mais de uma hora. A duração do teste depende da área avaliada e quantidade de segmentos a serem estudados.

Recomendações pós-exame

O indivíduo pode realizar a ressonância magnética e retornar de imediato a suas atividades habituais e trabalho, sem interferência alguma na rotina. “Recomenda-se a ingestão de líquidos após o uso de contraste para facilitar sua depuração”, diz José de Ávila.

Nas situações de sedação, existem recomendações habituais na recuperação pós-anestésica que são passadas pelo médico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *